sábado, dezembro 13, 2008

Manifestação contra a "Escola das Américas" na Geórgia - EUA



A SOA Watch, ONG norte-americana, realiza todos os anos uma vígília diante da "Escola das Américas" em Fort Benning, na Geórgia, reclamando o encerramento desta "escola". Durante a manifestação, são evocados os nomes de pessoas assassinadas por militares que passaram por esta academia militar. À medida que são enunciados os nomes, o coro de vozes canta "Presente!". Um relatório do Senado desta semana vem mais uma vez demonstrar que a prática da tortura teve (tem?) o apoio de altas figuras da administração, no caso Donald Rumsfeld.

5 comentários:

Anónimo disse...

Há manifestações e há um relatório do Senado. Experimente fazer o mesmo em Cuba.

Miguel Carvalho disse...

Julgava que esta "coisa" já nem existia!

MFerrer disse...

A esse anónimo eu sugiro que vá usar dos direitos democráticos vestido de árabe em Israel.
Que eu saiba Cuba não tem feito guerras imperialistas nem destituído governos eleitos, nem bombardeado campos de refugiados.
Que miséria!
MFerrer

MFerrer disse...

Já o ano fica velho e eu a desejar
Bom Ano Novo!
MFerrer

Sopro leve disse...

Os Américanos querem julgar todos... mas serem julgados? se fossem, usando a lei Americana (Pena de morte), a população Americana já teria decrescido.
Falando à teorico capitalista, que falta fazia para diminuir o numero de desempregados.